quinta-feira, 19 de outubro de 2017

EDUARDO CABRITA RECEBIDO COM OPTIMISMO, COMO O HOMEM CERTO


SE FOR UM GRANDE CONCIDADÃO DA REPÚBLICA .BEM- VINDO!
De facto, confesso que só reconheço o Sr. por causa da cena gaga do microfone, incidente que, não me permitiu tirar nenhuma bissectriz exacta da sua personalidade,e, daí, as minhas dúvidas.
Todavia, bastantes dos informados sobre a coisa politica e os seus meandros, que parecem não ser os alimentadores do sistema doente, dizem que é um "peso pesado da politica" e um homem de decisão...
Logo, aguardarei, como os demais portugueses que não o conhecem.
Contudo, terá de ser um Ministro de grande coragem,decisão e visão.
Se o é- esta é a sua hora!
E SEJA BEM VINDO, QUEM VIER POR BEM!
andrade da silva
Sindicato do SEF diz que novo ministro tem "peso político" e espera "mudança"
TVI24.IOL.PT

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

AO NOVO MINISTRO DA NOSSA SEGURANÇA.SENHOR MINISTRO




                                       Estada de Pedrogão

EIA:

NA COISA SIMPLES ESTÁ EMBRIONARIAMENTE  TODO O COSMOS E O FUTURO DESTA  NOSSA NAÇÃO !

SR. MINISTRO

EIA

"UM POVO HERÓICO QUE COMBATEU FOGOS COMO HÁ MIL ANOS, NÃO SE PODE DAR POR VENCIDO -GLORIOSO E CORAJOSO POVO! EIA PORTUGAL!!

SR. MINISTRO

EIA

Ardeu bastante em 2000.., em 2013,14,15, 16, 17 e arderá em 2018,19, 20... SE NÃO TIRAREM O COMBUSTÍVEL QUE FAZ TUDO ARDER, mais rapidamente e descontroladamente - O MATO, até o com características especiais, como conhecem os especialistas. Em simultâneo é preciso tudo o resto, que é demorado e estrutural e precisará de 10,15,20 anos.

Se não LIMPAREM AS FAZENDAS, AS FLORESTAS ,os quintais e as estradas,sem o Estado, as câmaras e os privados - nós. fazerem o que deve ser feito na prevenção , nunca, por nunca, haverá nem meios técnicos,nem humanos para, nos próximos 5, 10 anos - se fizerem ,entretanto ,as reformas estruturais-  EVITAR TANTAS MORTOS E COMBATER ESTES FOGOS.



Parece mesmo quererem atirar areia para os olhos , para não se ver esta VERDADE QUASE ABSOLUTA: há os criminosos, as condições atmosféricas adversas ,os interesses, mas o fogo propaga-se, sobretudo, por causa da TOTAL NEGLIGÊNCIA DE TODOS NA PREVENÇÃO, e sem esta, em condições atmosféricas extremas continuarão os grandes desastres - para tanto combustível e tamanhos incêndios NUNCA HAVERÁ MEIOS SUFICIENTES .

NAS FLORESTAS ,COMO NAS NOSSAS CASAS , a 1ª e mais importante MEDIDA É PREVENIR, EVITAR OS INCÊNDIOS - simples e é a 1ª regra da SAPIÊNCIA, a aplicar JÁ - A PARTIR DE HOJE, E DEVIA TER SIDO APLICADA DESDE SEMPRE, E INEXORAVELMENTE, DEPOIS DO INCÊNDIO DE PEDROGÃO , como sugeri com brigadas de voluntários, tal como os bombeiros, nas mesmas condições, mas em vez de ser para o combate aos fogos é imperativo que seja para tirar o combustível que alimenta e propaga os fogos.

MUITO SIMPLES E NO IMEDIATO MUITO EFICAZ. TERIAM EVITADO A DIMENSÃO DA CALAMIDADE DESTA FIM DE SEMANA 13 a 15 de Outubro 2017

O resto é dor sincera, ou lágrimas de crocodilo e jogos políticos miseráveis, porque sem tirarem o combustível, os incêndios teriam sempre grande dimensão, e, desde há 30, 20 anos quase todos abandonaram a prevenção, e, nomeadamente, com uma gravidade extrema quando extinguiram os guardas florestais, e não deram nenhumas condições aos pequenos agricultores para cultivarem as suas terras, ou fazerem emparcelamentos . A gente que tomou estas decisões ou omitiu outras fundamentais são GRANDES RESPONSÁVEIS POR ESTAS TRAGÉDIAS.


Se este governo revelou deficiências graves, muitas herdadas, um governo do PSD/CDS com  cortes e mais cortes, nestas terríveis  condições atmosféricas não teria sido mais eficaz, e nem sequer digo pior, porque, perante um drama com uma dimensão tão infinita não há comparações plausíveis.


EIA!

Faltou sim, planos e acções importantes para a limpeza e ordenamento das florestas e do território, e melhorar a preparação dos bombeiros e outros agentes da segurança, como já vem a acontecer há décadas, e nada foi revertido com o governo de PPC, logo não eram, não são alternativa a coisa nenhuma, e têm uma grande responsabilidade, porque tiveram uma legislatura para melhorarem este estado de coisas e,nomeadamente , reverterem o TRÁGICO DECRETO DE EXTINÇÃO DOS GUARDAS FLORESTAIS : 

“Decreto-Lei n.º 22/2006, de 02 de Fevereiro de 2006
Consolida institucionalmente o Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) e cria o Grupo de Intervenção de Protecção e Socorro (GIPS), ambos na dependência do Comando-Geral da Guarda Nacional Republicana, estabelecendo as respectivas competências, património e o pessoal que lhe é afecto. Extingue o Corpo Nacional da Guarda Florestal, no âmbito da Direcção-Geral dos Recursos Florestais “( governo de Sócrates)


O Julgamento deve ser dos Portugueses- não se calem, não se submetam: TODOS TÊM DE SER RESPONSABILIZADOS NUM JULGAMENTO DIACRÓNICO AO LONGO DESTES ANOS TODOS E SINCRÓNICO QUANTO AOS HOJES

O RESTO SÃO, POR UM LADO, MORTOS,TRAGÉDIAS E , POR OUTROS , JOGOS DE ESPELHOS E PODERES.

EIA

PORTUGAL

Mas será que D. Marcelo quer agora e, já, o seu reino:




PORTUGAL!

andrade da silva



terça-feira, 17 de outubro de 2017

TRAGÉDIA LUTO E LUTA NACIONAL ANTES QUE HAJA UM TOTAL ESQUECIMENTO.


                                                               PORTUGAL DE LUTO!

Choro, há meses, os mortos, e acompanho os familiares que ficaram sem os seus ente-queridos e filhos sem pais. Mete-me dó o abandono e a burocracia a que a vitimas estão sujeitas. Estamos num cenário de GUERRA, é como se aquelas zonas tivessem sido bombardeadas com bombas incendiárias, logo, tem de se ir a Londres, a Berlim saber como ingleses e alemães reconstruíram as suas cidades e países, após a II guerra Mundial, mas ouso PERGUNTAR:

Mas Pedrogão aconteceu? Alguém ouviu falar de incêndios nas eleições autárquicas? Ouvi um silêncio sepulcral e a tragédia é , sobretudo ,local?
                                                                INCÊNDIOS BASTA!

Se este governo não fez tudo o que devia, de modo algum, o do PSD/CDS teria feito melhor, . A actual tragédia Nacional, além da incompetência total e dos interesses que a gerem e mantém, no ordenamento florestal, agrícola etc, é uma consequência de laxismos de décadas, quanto ao que se refere a um ACTO ELEMENTAR - retirar das florestas e da proximidade das aldeias O MATO SECO,SEQUÍSSIMO , por vezes de 2 m ou mais de altura, muito embora, o mais combustível seja o mais fino e rente, como diz o arquitecto paisagístico Henriques .( Esta realidade parece que passou despercebida ao Sr. Presidente da República na sua intervenção, onde,  julgo que  brilhou a sua visão de Portugal 2020
                                                               Visão  2016

Mato que se corta, como bem sabem muitos, menos os governantes , com tractores, enxadas, foices e outros tipo de maquinas, como mini-ceifeiras a motor etc. Se não houver o combustível -mato não há tantos e tão graves incêndios. E estas eram as medidas conjunturais e de emergência que os SÁBIOS a nível de relatórios preliminares ou alertas deviam ter dito ao governo tão distraído e pouco culto nestas coisas da cultura não culta, mas nada disseram, nada se fez, e tivemos um Domingo negro com 500 incêndios, dezenas de mortos, uma área ardida imensa, casas e fabricas consumidas pelo fogo- UMA TRAGÉDIA- UM INFERNO DE DANTE.

Todavia, estas medidas de foices e quiçá também de martelos para cabeças tão duras, deviam ter sido tomadas, antes, mas, IMPERATIVAMENTE, logo após o incêndio de Pedrogão. Há 4 meses sugeri que fizessem BRIGADAS DE VOLUNTÁRIOS Para limpeza das florestas, dá muito trabalho e não dá TV, logo...

Também, com outro meu camarada , o tenente Carvalho de sempre, fizemos as contas possíveis ao nosso nível vencimentos, combustível, armamento,manutenção do parque auto e habitacional, comunicações e com 20 a 30 milhões de euros ano seria possível sustentar e manter operacional, instalado e equipado etc, um corpo de 600 guardas florestais, com 150 postos, tendo cada um, uma guarnição de 4 homens para garantir a vigilância 24 horas dia, 365 dias ano, claro que também seria importante haver reservas a dado nível , por exemplo, por cada 100 guardas, para substituições em caso de doenças, férias e reforçar posições, conforme as crises, contudo, mesmo que a despesa seja bem maior que os 30 milhões/ano, será sempre menor que a do combate aos incêndios e destruição provocada pelos mesmos ,o que, este ano, já, deve ir na casa dos mil milhões de euros ( e nada disto afecta as contas do estado e a economia nacional, como?) e seria mais útil ao pais em termos de nós -concidadãos, mas também da economia. LOGO .. ACORDEMOS.

Entretanto, reclamo medidas de emergência, como cidadão, desde Pedrogão (https://liberdadeecidadania.blogspot.pt/...)
EIA !
Exmo Senhor Presidente da República e Comandante Supremo das Forças Armadas
Exmo Senhor Presidente da Assembleia da República
Exmo Senhor Primeiro Ministro

Conhecimento:
Exmo Senhor Provedor de Justiça
Exmo Sr. General CEMGFA


Uma vez mais, em SOS, como no caso de Pedrogão, solicito a quem tem a responsabilidade Máxima de gerir a Defesa de Portugal e dos Portugueses que, neste estado de calamidade e Emergência Nacional, decretem a Mobilização Geral das Forças Armadas para ajudarem Portugal no que podem e devem.

Como é natural, outros meus camaradas mais competentes nesta matéria, que até têm sido comandantes de bombeiros e são da Arma de Engenharia,como o meu camarada, entre outros, coronel Lameirinhas poderão melhor que eu sugerir medidas a tomar.

Mas, se em Portugal,como em Espanha, se fala de um eventual projecto terrorista nestas vagas de incêndios, ou de grave descuido dos portugueses ao fazerem queimadas, de modo algum, as Forças Armadas pela sua proximidade territorial, apesar da quadricula militar estar muito destruída, mas também pelos meios técnicos sofisticados da Força Aérea de vigilância dos teatros de operações, podem estar ausentes, e a sua ausência, como se está a verificar, não pode,nunca, ser compreendida pelos portugueses patriotas. E como a maioria dos nossos concidadãos livres o compreendem- agir em tempo,implica acções concretas e não verbos proclamativos.

Nestes termos solicito que vossas excelências, como eleitos pelo povo português, coloquem na sua defesa um meio nacional, feito com base no Povo,as Forças Armadas, nesta tragédia Nacional e em todas as demais circunstâncias difíceis, porque a Pátria houver que passar.
andrade da silva
PS: 
Gabinete PM

Comunicou a recepção do e-mail


Resposta ao gabinete:


Exmo Senhor Primeiro Ministro, Dr. António Costa
Como português e cidadão registo a prontidão da resposta do seu gabinete.
Todavia, nós, cidadãos portugueses, esperamos que nunca mais o governo se esqueça que há Forças Armadas, e que as medidas preventivas necessárias a nível local e nacional,hoje, anunciadas por V. Exa., com muito vigor e expressão de profunda convicção e coragem , que tanto faltam em Portugal, passem a acto. Mas desde Junho, desde Pedrogão, perdeu-se muito tempo, a nível das medidas conjunturais, porquê?

Uma vez mais, no actual cenário de tragédia, solicito que um agrupamento de Engenharia militar e psicólogos vão para o terreno, reconstruir casas e apoiar as populações, como era necessário em Pedrogão, e não aconteceu ao nível das necessidades, o que, tem de ser investigado, conforme solicitei ao Sr.Provedor de Justiça, em tempo oportuno. O Exército pode, muito bem, calcular a dimensão da resposta eficaz. Temos experiência adquirida no estrangeiro, como no Líbano. etc .

Um português preocupado ,cidadão militar, na situação militar de reforma, com uma autoresponsabilidade umbilical ao 25 de Abril 74, muito embora, o 25 de Abril, seja um facto Histórico, Cidadão e Revolucionário esquecido, mas vivo, razão porque, solicito o que é IMPERATIVO NACIONAL E PATRIÓTICO: DEFENDER PORTUGAL , A NAÇÃO PORTUGUESA - O SEU POVO!

Por todas estas razões, com a honra de soldado de Portugal subscrevo-me
João António Andrade da Silva
                                                      Almada braços da liberdade.




Por e com Pedrogão:

                                

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

MAS HOUVE PEDROGÃO?







Exmo Senhor Presidente da República e  Comandante Supremo das Forças Armadas

Exmo Senhor Presidente da Assembleia da República

Exmo Senhor  Primeiro Ministro



Conhecimento:

Exmo Senhor Provedor de Justiça

Exmo Sr. General CEMGFA




Uma vez mais,  em SOS, como no caso de Pedrogão, solicito a quem tem a responsabilidade Máxima de gerir a Defesa de Portugal e dos Portugueses que, neste estado de  calamidade e Emergência Nacional, decretem a Mobilização Geral das Forças Armadas para ajudarem Portugal no que podem e devem. 

 Como é natural, outros meus camaradas mais competentes  nesta matéria, que até têm sido comandantes de bombeiros e são da Arma de Engenharia,como o meu camarada, entre outros, coronel Lameirinhas poderão melhor que eu sugerir medidas a tomar.

Mas, se em Portugal,como em Espanha, se fala de um eventual projecto terrorista nestas vagas de incêndios,  ou de grave descuido dos portugueses ao fazerem queimadas, de modo algum, as Forças Armadas  pela sua proximidade territorial, apesar da quadricula militar estar muito destruída, mas também pelos meios técnicos sofisticados da Força Aérea de vigilância dos teatros de operações, podem estar ausentes, e a sua ausência, como se está a verificar,  não pode,nunca, ser compreendida pelos portugueses patriotas. E como a maioria  dos nossos concidadãos livres o compreendem-  agir em tempo,implica acções concretas e não verbos proclamativos.

Nestes termos solicito que vossas excelências, como  eleitos pelo povo português, coloquem na sua defesa um meio nacional, feito com base no Povo,as Forças Armadas, nesta tragédia Nacional e em todas as  demais circunstâncias difíceis, porque a Pátria houver que passar

andrade da silva

PS: 

Gabinete PM



 Comunicou a recepção do e-mail

Resposta ao gabinete:

Exmo Senhor Primeiro Ministro, Dr. António Costa

Como português e cidadão registo a prontidão da resposta do seu gabinete.

 Todavia,   nós,  cidadãos portugueses,  esperamos  que nunca mais o governo se esqueça  que há Forças Armadas, e que  as medidas preventivas necessárias a nível local e nacional,hoje,  anunciadas  por V. Exa.,  com muito vigor e expressão de profunda convicção e coragem , que tanto faltam em Portugal,   passem a acto.  Mas  desde Junho, desde Pedrogão,  perdeu-se muito tempo, a nível das medidas conjunturais, porquê? 

 Uma vez mais,  no actual cenário de tragédia, solicito  que um agrupamento de Engenharia militar e psicólogos vão  para o terreno, reconstruir casas e apoiar as populações, como era necessário em Pedrogão,  e não aconteceu  ao  nível das necessidades, o que, tem de ser investigado, conforme solicitei ao Sr.Provedor de Justiça, em tempo oportuno.   O Exército pode, muito bem, calcular a dimensão da resposta eficaz. Temos experiência adquirida no estrangeiro, como no Líbano. etc .

Um português preocupado ,cidadão militar, na situação militar de reforma, com uma autoresponsabilidade umbilical ao 25 de Abril 74, muito embora,  o 25 de Abril,  seja um facto Histórico, Cidadão  e Revolucionário  esquecido, mas vivo, razão porque, solicito o que é IMPERATIVO NACIONAL E PATRIÓTICO: DEFENDER PORTUGAL , A NAÇÃO PORTUGUESA  -  O SEU POVO!

  Por  todas estas  razões, com  a honra de soldado de Portugal    subscrevo-me

João António Andrade da Silva









INCÊNDIOS E TERRORISMO?????????


10h55 de domingo - Jaime Marta Soares fala em "organização terrorista". Se este senhor está a lançar ALARME infundado, têm de agir com a força da lei contra ele, mas se tem razão....

ENTÃO, ONDE, PARAM AS FORÇAS ARMADAS ?


E se depois de tantos mortos chegarem a uma conclusão que surge como evidente, que dirão a Portugal, FAZEM DE CONTA QUE NADA É ASSIM?

Onde pára o Comandante Supremo das Forças Armadas ? Contra a sua omissão apresentei requerimento ao Sr. Provedor de Justiça que corre os seus termos.

Espero que concluam no sentido certo, houve omissão no apoio das Forças Armadas às populações de Pedrogão, conforme solicitei devia ter ido para o terreno,para uma missão de média duração ( meses, como fizemos, e muito bem,  no Líbano, país estrangeiro)   com um agrupamento de engenharia militar e psicólogos e, tão grave é a sua total passividade perante um quadro que muitos avaliam como DE TERRORISMO.

PORTUGUESES PORQUE DORMIMOS  TANTO ???????? A morte por incêndio pode ceifar-nos,  ou alguém que muito amamos, logo...

ACORDEMOS!.....

Sinto uma profunda raiva por tanta Cobardia, e submissão que os dirigentes políticos promovem junto do nosso povo, que morrem " assados" e  muitos perdem tudo, tendo-lhes,  antes, dado  o voto e o poder.

Como foi possível esta tragédia dos incêndios que é  local e nacional ter SIDO ESQUECIDO NAS AUTÁRQUICAS ? Tudo se passou como se Portugal não tivesse ardido tanto, porquê?
Corrupção, incompetência, amiguismo, incêndios ,cumplicidade silenciosa etc .etc.- A MALDIÇÃO DESTA DOENTE DEMOCRACIA.

andrade da silva

Depois do “pior dia do ano” no que diz respeito aos incêndios, o combate às chamas prossegue esta segunda-feira. O novo balanço da Proteção Civil ...
RTP.PT

domingo, 15 de outubro de 2017

JOVENS DA ACADEMIA MILITAR DE 67.JOVENS MILITARES DO 25 de ABRIL.74 .PRESENTES EM 2017



cartão da identificação na minha cama / camarata


Entramos muito jovens na Academia Militar aos 18, 19 anos de idade

Éramos jovens militares em  Abril  74. Somos quase desconhecidos , mas alguns foram vilependiados e outros presos.

Tínhamos, no 25 de Abril 74,  24/25 anos de idade, mas os cobardes e traidores vingaram-se em alguns de nós, como no Miranda que já partiu ,e , logo, nada pode dizer, mas serei um dos que falo por  ele.
Na Revolução de Abril

2017 ,em 13 de Outubro, de novo, na Academia  Militar, nos  reencontramos e estamos  de pé .  Alguns já partiram para outra estrela: Amílcar Rodrigues, Miranda, Gil, Teles Grilo, Maurício, Angeja, mas todos estão, sempre, sempre, presentes

                                          Presentes na Academia Militar em  13 de Outubro 2017

andrade da silva



sexta-feira, 13 de outubro de 2017

OS TEMPLÁRIOS VITIMAS DO ÓDIO.


"Faz hoje precisamente 710 anos que, na madrugada da Sexta-feira, 13 de Outubro de 1307 (datação de acordo com a Era Cristã), foi dado cumprimento à bula do Papa Clemente V que, em conluio com o rei de França Filipe IV, o Belo, visava esmagar os Cavaleiros Templários e apoderar-se das riquezas da respectiva Ordem. As instruções para a prisão dos Cavaleiros Templários, acusados de heresia, de profanar a Cruz, de bruxaria, sodomia, homossexualidade, e outros comportamentos blasfemos, estendiam-se a toda a Europa. Nesse mesmo dia, em França, inúmeros Cavaleiros foram presos, torturados e condenados à morte na fogueira como heréticos. E o rei Filipe IV evitava, assim, o pagamento de pesadas dívidas aos Templários. Muitos conseguiram embarcar para a Inglaterra e Escócia, transportando uma boa parte das suas riquezas, e aí encontraram refúgio, com a protecção do rei Eduardo II.
Nesse tempo, o nosso sábio e humanista rei D. Dinis propôs ao Papa dissolver a Ordem dos Templários e colocar os seus bens à guarda da Coroa, em vez de os entregar à Igreja. Conseguiu o seu objectivo ao fim de 7 anos de conversações com a Santa Sé mas, entretanto, criou a Ordem de Cristo, com sede em Castro Marim e posteriormente transferida para Tomar. Assim, os Cavaleiros Templários foram poupados e retomaram os seus bens e as práticas militares e religiosa" .....

texto de .AVP.. enviado por e-mail pelo meu camarada Lameirinhas. 
Bem-hajam!


Não os esqueceremos, 

Também neste dia 13 de Outubro a Grande geração de Jovens que entrou na Academia Militar em 1967 e que se bateu contra a opressão fascista esteve reunida em festa , a festa do encontro e chorou os seus mortos.

andrade da silva 
Momento curiosidade "Ameno" Essa música possui grande influência do ''catarismo'', alguns membros do grupo são adeptos dessa religião, o Catarismo surgiu no ...